IMG_5089.jpg

EXPOSIÇÃO

por  VERGILIO LOPES

INFILTRAÇÃO.jpg
VERGILIO LOPES
00:00 / 02:52
capa 2.jpg

Uma busca pelo fluxo interno e externo de me habitar.

Venho estabelecendo uma relação conceitual com o corpo e com a casa através da arte. Parto da experiência solo de fazer uma análise delicada partindo de três ações básicas.

OBSERVAÇÃO

Aqui a casa é o corpo, intacto ou em desfragmentação. Há deslocamento na alma, que se desprende e olha pra si, por ângulos que revelam o que não lembramos mais.

 

INFILTRAÇÃO

Nem sempre a porta está aberta. E é necessário Invadir pelos cantos mais improváveis do inconsciente.

 

PERTENCIMENTO

Aqui toma-se posse novamente da casa corpo e com carinho ganha-se pertencimento de si. Tira-se os amores do armário e coloca-os nas paredes. Os cômodos ganham sentido e conversam, revelam a beleza de ser quem se é. Meu corpo é casa e minha pele é parede.

Toda casa corpo é morada que acolhe e muralha que aprisiona. 

MORADA. casa ou lugar em que se habita; moradia, moradio.

MURALHA. muro extenso, alto, espesso, ger. composto de grandes blocos de pedra, e construído para defender fortalezas, cidades etc. dos eventuais ataques inimigos; muramento.

post_Prancheta 1 cópia 5.jpg
post_Prancheta 1 cópia 2.jpg

CA
SA

VIRTU
ALI
DADE

É SOBRE UM ESPAÇO

SUBJETIVO NAS PROFUNDEZAS 

DA MENTE ONDE DESDOBRAM E 

PROJETAM MULTIPLAS REALIDADES.

Eu morei em uma cabana pequena, feita de madeira rústica e com telhado de cor verde, na medida que eu ia crescendo ela ia envelhecendo e as paredes aprenderam a cantar e estalavam todas as noites, gritos e conversas longas.

Acredito que esse tenha sido o primeiro contato com o lado de dentro. 

 

Eu ainda estou lá protegido e preso.

A estrada, os muros, a escola, as ruas, tudo que era externo me apavorava. Eu costumava sentar no centro da casa velha, fechar os olhos e imaginar tudo flutuando.

SOBRE SONHOS E HISTÓRIAS_20cm x 30cm-02
VERGILIO LOPES
00:00 / 01:31
IMG_5098.jpg
A_GRADE.jpg
CASA.jpg
VERGILIO LOPES
00:00 / 00:54

Aqui a casa é um símbolo para o corpo. Um olhar pontual para tudo que representa morada.

7.jpg

ver

observação 4.jpg
observação 4.jpg
IMG_5141.jpg
pertencer3.jpg
pertencer.jpg
pertencer2.jpg
INFILTRAÇÃO 2.jpg

TORMENTA

Havia prazer em ser mais de um. Múltiplo.Multiplos.

Como acontece com algumas ventanias vi beleza na tormenta dos nossos corpos.

1/3
A_GRADE TUDO.jpg
PARTICUL-R 3.jpg
PARTICULA-R.jpg
IMG_2684.jpg
2.jpg
8.jpg
IMG_5141_edited.jpg

PERTENCIMENTO

Quando a casa protege, acolhe e é nossa!

Não há invasão e as marcas são apenas histórias. Aqui toma-se posse novamente da casa corpo e com carinho ganha-se pertencimento de si.

Tira-se os amores do armário e coloca-os nas paredes. Os cômodos ganham sentido e conversam, revelam a beleza de ser quem se é. Os móveis já foram de outros e as flores representam a vida. Aqui adorna-se os objetos e a ancestralidade confronta o futuro.

 

Com carinho, com ousadia e curiosidade é tempo de habitar o próprio existir.

IMG_7298-2.jpg
IMG_7299-3.jpg
capa.jpg

VERGILIO LOPES

Sou artista multimídia e atuo em São Leopoldo-RS onde tenho o propósito de a partir da experimentação criar arte autoral e produtos que geram uma reflexão sobre o corpo e os espaços de morar.


Sou diretor e idealizador do Estúdio Ver, onde atuo principalmente no desenvolvimento criativo de imagem, ilustração e arte, dentro do contexto de identidade visual e Branding.


Tenho uma trajetória de 8 anos no segmento do design gráfico criando soluções visuais para o setor artístico e cultural e atendendo empresas de segmentos variados. 

fundos_Prancheta 1 cópia 5.jpg
Tarja vídeo.png